Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Qual a melhor estratégia para o retorno do comércio?

No Dia do Comerciante, celebrado em 16 de julho, especialista dá dicas para a reabertura e pós-pandemia
Assessoria de Comunicação Por: Mário Victor Tavares 15/07/2020 - 16:06 - Atualizado em: 15/07/2020 - 17:28
Dia do Comerciante
Manter e fortalecer o delivery é uma das dicas
Diante das incertezas provocadas pelo novo coronavírus, uma coisa é certa: alguns hábitos e relações humanas mudaram para sempre. Com esse “novo normal”, os comerciantes estão se adaptando às particularidades que surgiram e algumas dúvidas surgem nesse momento: fazer liquidação? Abandonar ou fortalecer o delivery?
 
Uma pesquisa realizada pela Inovasia mostrou que, dois meses após saírem da quarentena, os chineses têm novos hábitos e exigências. Segundo o estudo, uma das novas práticas é a compra on-line, com destaque para o crescimento do número do que a pesquisa chama de “late adopters” (aqueles que aderem a uma tendência tardiamente).
 
"Os comerciantes podem aplicar esse mesmo raciocínio, é uma direção que não volta. Quem ainda não trabalhava com delivery no seu negócio, precisou fazer, e deve continuar. O consumidor gostou da comodidade e perdeu o medo da compra on-line. a necessidade de realizar compras fez com que os consumidores experimentassem, de uma forma mais constante, as compras on-line. Segundo estudo do Sebrae, o aumento de vendas nesta modalidade mostra que 75% dos brasileiros preferem fazer suas compras em supermercados mais perto de casa para evitar aglomerações", destacou o administrador, mestre em Gestão Empresarial e professor do curso de Administração da UNINABUCO – Centro Universitário Joaquim Nabuco Recife, campus Caxangá, Jorge Coutinho.
 
Outra dica dada por ele é manter o reforço da segurança à saúde do cliente mesmo depois que as medidas impostas pelos governos passarem. “A sociedade mudou, agora todos vão estar mais atentos e criteriosos. Manter o ambiente limpo, higienizado, disponibilizar álcool gel e evitar o contato físico será visto com bons olhos pelo consumidor, dando credibilidade e confiança em realizar a compra”, orientou.
 
Estar atento aos novos hábitos e exigências dos clientes pode ser o ponto chave para a sobrevivência ou, até, para assumir a liderança da sua área. Segundo o professor, algumas estratégias são necessárias para as empresas:
 
- Maior controle financeiro das contas: evitar misturar contas pessoais com empresariais;
- Ter uma lista de clientes atualizada: essencial para as ações de divulgação e promoção;
- Continuar com o processo de delivery: muitos clientes querem continuar comprando on-line;

- Realizar um planejamento estratégico: pensar nas perspectivas de crescimento da empresa.

Comentários